Harry e Meghan deixarão de usar marca que remete à monarquia do Reino Unido

Segundo a BBC, eles não mais usarão a marca 'Sussex Royal' em produtos licenciados.

Foto de arquivo de 2018 mostra a rainha Elizabeth, o príncipe Harry e Meghan, duquesa de Sussex, posam para fotos durante uma cerimônia no Palácio de Buckingham, em Londres John Stillwell/AP/Arquivo O príncipe Harry e Meghan Markel deixarão de usar a marca "Sussex Royal", informou nesta sexta-feira (21) um porta-voz do casal à emissora BBC. Esse nome, que remete à realeza do Reino Unido, é usado em uma série de produtos licenciados.

Além disso, o casal usa a marca em sua conta no Instagram, com 11,2 milhões de seguidores, e em seu site oficial. Na quinta, Harry e Meghan anunciaram que vão deixar suas responsabilidades como membros da família real em 31 de março. Impasse com a Coroa Britânica Príncipe Harry e a mulher vão se afastar dos compromissos públicos da coroa britânica O casal, que foi contra as tradições das estruturas da monarquia britânica ao anunciar que queriam deixar suas obrigações monárquicas, no mês passado, deixará de ter um gabinete no Palácio de Buckingham, onde a rainha Elizabeth II mora.

Relembre o anúncio da decisão no VÍDEO acima. Quando anunciaram sua decisão, que pegou a rainha de surpresa, rapidamente foi decidido que eles deveriam renunciar ao cargo de Alteza Real. Segundo o "Daily Mail", altos funcionários da Coroa já tinham comentado não ser "pertinente" que o casal continue usando o termo "real". O príncipe, de 35 anos, o sexto na linha sucessória ao trono britânico, e sua esposa, uma ex-atriz americana, de 38, instalaram-se no início deste ano em uma nova residência nos arredores de Victoria, no Canadá, junto com o filho, Archie, nascido em maio do último ano.

Categoria:Mundo