Ucrânia importa soja pela 1ª vez em vários anos; carga vem do Brasil

País vive declínio na produção do grão e os baixos preços da soja brasileira favoreceram o negócio.

Brasil vai vende soja para a Ucrânia Divulgação/ Governo do Paraná A Ucrânia, normalmente uma exportadora de soja, negociou suas primeiras importações da oleaginosa em muitos anos, e fontes da indústria disseram nesta quinta-feira (28) que tais acordos poderão ser repetidos no futuro se a produção doméstica continuar diminuindo. As 20 mil toneladas de soja brasileira devem chegar em três navios.

A carga foi importada por unidade de processamento da Pology. "Eles importaram porque era muito difícil encontrar soja a um bom preço dentro do país", disse uma fonte do setor. A soja ucraniana estava sendo negociada US$ 463-470 por tonelada, segundo dados da consultoria agrícola APK-Inform. A colheita, segundo dados oficiais, caiu 17%, para cerca de 3,7 milhões de toneladas em 2019, e o país já processou cerca de 1 milhão de toneladas. Grande parte do volume restante foi exportado, dizem analistas. O APK-Inform disse que a Ucrânia pode enfrentar um declínio na produção de soja em 2020, já que a área de semeadura deve cair para 1,4 milhão de hectares, ante 1,6 milhão em 2019.

Categoria:Economia