Mato alto em terrenos baldios da região preocupa moradores

Locais sujos podem atrair bichos, virar criadouro do mosquito Aedes Aegipty e acarretar doenças.

Em Botucatu (SP), multa sobre limpeza e descuido pode chegar a mais de R$ 2 mil.

Mato alto em terrenos baldios de Bauru causa problemas na região Reprodução/TV TEM O mato alto em terrenos baldios e abandonados em vários bairros de Bauru (SP) e Botucatu (SP) tem incomodado moradores próximos.

Além da sujeira, os lugares são propícios para virar criadouro do mosquito Aedes Aegypt, acúmulo de lixo e acarretar outras doenças.

Placas de trânsito, bancos e brinquedos em praças, ponto de ônibus - tudo coberto por mato.

O tempo de chuva facilita o crescimento do mato e dificulta o trabalho das equipes de manutenção, mas do mesmo jeito, os reparos não vem sendo feitos pelos proprietários e pela prefeitura, no caso de praças públicas. Um terreno localizado no bairro Pousada da Esperança, em Bauru, virou praticamente um matagal urbano.

O local, que fica ao lado de uma casa, já contribuiu para que uma moradora do bairro fosse picada pelo Aedes Aegypt e contraísse dengue. Mato alto em terrenos baldios causa problemas em cidades da região Na praça Kasatu Maru, no Jardim Terra Branca, o mesmo problema: uma floresta urbana, apesar de ser muito frequentada por quem gosta de andar de skate.

Problemas também foram identificados no Parque Paulistano, Jardim Olímpico, Jardim Ivone, Jardim Petrópolis e no Núcleo Joaquim Guilherme.

Pouca visibilidade, mal cheiro proliferação de animais estão entre as principais reclamações. Em nota, a Prefeitura de Bauru informou que um cronograma de limpeza nos lugares de responsabilidade do município já está montado.

Sobre os terrenos particulares, alguns deles também serão limpos, outros, a prefeitura conta com a colaboração dos donos. Grande quantidade de lixo é despejada nos terrenos abandonados em Bauru Reprodução/TV TEM Botucatu A prefeitura decretou uma lei para os proprietários que abandonarem terrenos com lixo mato alto pela cidade.

O valor é de R$ 5,50 por metro².

Além deste preço, o dono também precisará pagar a limpeza do local para remover o lixo e carpir a grama, que tem o valor de R$ 5 por metro².

Em contas básicas, a multa e a limpeza um terreno padrão é de cerca de R$ 1.350.

A prefeitura afirma ainda que a fiscalização nas ruas já estão sendo feitas, e que conta com a colaboração dos moradores. Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
Categoria:SP - Bauru e Marília