Dupla engole droga para entrar em presídio de SP e é obrigada a tomar remédio para evacuar

Caso aconteceu no Centro de Progressão Prisional (CPP), em Mongaguá.

Dupla foi autuada em flagrante por tráfico de drogas.

Caso foi registrado na Delegacia Sede de Mongaguá, SP Reprodução/TV Tribuna Dois criminosos foram obrigados a tomar remédio para evacuar após engolirem porções de maconha para entrar no Centro de Progressão Prisional (CPP) Dr.

Rubens Aleixo Sendin, em Mongaguá, no litoral de São Paulo.

Segundo informado ao G1, o caso ocorreu no final da tarde de segunda-feira (2), mas só foi registrado na madrugada desta terça (3), quando os bandidos evacuaram a droga. De acordo com o boletim de ocorrência, José Cristiano Silva, de 40 anos, e Daniel Messias Gomes, de 31, voltavam de um curso fora do presídio e, ao chegar, passaram por um scanner corporal, que constatou algo suspeito na região estomacal.

Eles foram encaminhados para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Agenor de Campos, onde passaram por exames e foram medicados. Ainda na unidade de saúde, Daniel tentou fugir, mas foi contido por agentes penitenciários.

Os dois criminosos voltaram para o CPP e ficaram em observação, até evacuarem os entorpecentes.

Daniel engoliu 11 porções de maconha e José 22 porções. Após a confirmação de que haviam engolido as drogas, eles foram levados para a Delegacia Sede de Mongaguá, onde o delegado Francisco Wenceslau os autuou em flagrante por tráfico de drogas.

A autoridade informou a ação é uma verdadeira afronta à ordem jurídica.

“Desrespeitam a execução penal e acabam por trair a confiança que a Justiça neles depositou.

Agora, irão responder pela prática de crime de tráfico de drogas com pena agradava em razão de terem praticado o fato nas dependências do presídio”, finaliza.

Categoria:SP - Santos e Região