México inicia nova etapa 'melhor e mais ampla' com Cuba, diz chanceler

Esta é a 1ª delegação mexicana de alto nível a visitar a ilha desde que Obrador assumiu a presidência do México.

Ministros das relações exteriores de Cuba e México, Bruno Rodriguez e Marcelo Ebrard em encontro em Havana Yamil Lage/Reuters O México iniciou, neste sábado, uma nova etapa nas relações com Cuba, "melhor e mais ampla", afirmou o ministro das Relações Exteriores Marcelo Ebrad, que visita Havana em momentos de alta tensão entre a ilha e os Estados Unidos. "Hoje esta delegação está chegando para que possamos iniciar uma nova etapa, melhor e mais ampla, no relacionamento entre os dois países", disse Ebrad ao iniciar as negociações oficiais com seu par local, Bruno Rodriguez. EUA impõem novas sanções a Cuba por direitos humanos e apoio à Venezuela Esta é a primeira delegação oficial mexicana de alto nível a visitar a ilha desde que Manuel López Obrador assumiu a presidência do México, em 1º de dezembro de 2018. Ebrad chega a Cuba em tempos de maior tensão entre a ilha e os Estados Unidos, depois que o governo Trump aplicou mais de 180 medidas para reforçar o bloqueio que mantém sobre Havana há 57 anos. "O objetivo dessa visita é que possamos traduzir essa proximidade e esse carinho entre os dois povos em ações cooperativas que nos permitam oferecer resultados positivos nos próximos meses e anos", acrescentou. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores de Cuba, o México é o sexto maior parceiro comercial da ilha no mundo (537 milhões de dólares em 2018) e o segundo na região, além de ser a oitava maior nacionalidade de turistas na ilha. Rodríguez, por outro lado, expressou a "vontade de aprofundar os laços de todas as formas e em todas as áreas, nas esferas cultural, acadêmica, científica, econômica, comercial, de cooperação e política". Ele também observou que "Cuba nunca esquecerá que o México foi o único país que não rompeu relações diplomáticas com Cuba naquele momento de tentativa de isolamento" liderada por Washington na década de 1960. O ministro das Relações Exteriores de Cuba descreveu como "excelente o estado dos vínculos atuais" entre os dois países e disse que eles têm "uma grande perspectiva ancorada na relação de confiança que existe".

Categoria:Mundo