“O pastor foi na minha casa me buscar”, diz ex-traficante que virou missionário

Um testemunho impactante tem servido para lembrar a muitos algumas das principais características da função pastoral, além do quanto o Evangelho de Jesus Cristo possui o poder de transformar vidas de forma radical, ainda que de pessoas mergulhadas no mundo da criminalidade, como a do ex-traficante Rogério de Souza Torres Barbosa.

“A minha infância foi muito dura, muito sofrida. Sou de família pobre e muito humilde. Já crescemos no berço do tráfico de drogas. Aos 8 anos, nós tínhamos um tio que comandava o tráfico de drogas na região”, disse Rogério ao falar do bairro Santo Antônio, em Vitória, Espírito Santo.

“Crescemos vendo a violência de perto: a forma como ele agia em casa e com as outras pessoas do bairro. Fomos influenciados por esse ambiente de violência. A primeira droga que eu usei foi a cachaça. Depois passei a fumar cigarro, maconha até chegar a cocaína. Aos 13, larguei a escola, acho que estava na 7ª série, e comecei a trabalhar no tráfico de drogas”, acrescentou.

Após entrar para o tráfico, Rogério também cometeu outros crimes, como assaltos. Ele passou 10 anos na criminalidade, traficando e sendo usuário de drogas, até que depois de ser preso pela segunda vez, resolveu entrar para uma clínica para dependentes químicos evangélica, com a ajuda dos seus pais.

“Certo dia, minha mãe me ligou dizendo que tinha uma casa de recuperação para dependentes químicos na Serra. Voltei para o Estado para me tratar e me reaproximar da família. Na época, o pastor foi na minha casa me buscar”, disse ele, lembrando da atitude importante do seu pastor.

“Eu não queria ficar naquele lugar. O pastor que cuidava do tratamento era ex-traficante e ex-assaltante. Ele falou: ‘você vai ficar aqui, sim. Se você for embora você vai morrer’. Discutimos, ele insistiu e eu acabei ficando”, contou Rogério.


De traficante para missionário de Cristo

Rogério contou que na casa de recuperação passou a estudar a Bíblia, largou às drogas e conseguiu um emprego como vendedor de gás. Ele entrou na Igreja Presbiteriana, onde estudou e se tornou missionário. Atualmente, o ex-traficante agora usa seu testemunho para alcançar pessoas que vivem tudo o que ele já viu de perto e praticou no passado.

“Nosso objetivo é apresentar o evangelho às pessoas que estavam como eu: viciados, traficante de drogas. Enfim, todas as pessoas que desejam nos ouvir. Quando for o momento de Deus, quero iniciar o presbitério e depois, me formar pastor”, contou o missionário, segundo a Gazeta.

“É um trabalho difícil porque meu único poder é o meu testemunho e a minha fé em Deus. Eu faço abordagens nas ruas das comunidades e convido eles para irem à igreja. Alguns vão e pedem ajuda para sair do mundo do crime, pedem para serem internados. Também vou em bocas de fumo, mas sempre peço permissão para entrar e não gerar conflito. Quando sou autorizado, falo sobre a minha vida e converso sobre a importância de Deus”, conclui Rogério.


Fonte: https://noticias.gospelmais.com.br/pastor-minha-casa-ex-traficante-missionario-121214.html


Categoria:Mundo Cristão