Portas Abertas comemora a entrega de milhões de bíblias na China ao longo de 38 anos

Pregar o Evangelho para todos os seres humanos é uma ordenança de Jesus Cristo, o que significa ser o deve de todo cristão. E para que isso seja possível, a distribuição de bíblias nas regiões remotas do mundo ou controladas por regimes autoritários, como na China, é um desavio encarado por organizações como a Portas Abertas.

Este mês a Portas Abertas, que auxilia os cristãos perseguidos em várias partes do mundo, está comemorando o 38° aniversário de um projeto iniciado em 1981 e até hoje mantido pela organização pró-liberdade cristã.

Se trata do Projeto Pearl, que foi realizado pela primeira vez quando a China, controlada pelo regime comunista, ainda estava se recuperando da Revolução Cultural de Mao Tsé Tung, entre 1966 e 1976).

A missão do projeto, segundo relatos da Portas Abertas, era conseguir levar a Palavra de Deus para dentro da China, tendo como objetivo anunciar o Evangelho aos chineses em um dos períodos mais violentos na história daquele país, quando os cristãos sofriam intensa perseguição religiosa.

“Em vez de apenas sobreviver, o cristianismo prosperou, como normalmente acontece sob a perseguição. E milhões de cristãos chineses precisavam de Bíblias, algo que o Partido Comunista Chinês havia confiscado, queimado e proibido de serem impressas”, disse a organização.

Visando romper a barreira da intolerância, a Portas Abertas financiou a operação Pearl, reunindo 20 cristãos voluntários vindos da Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Holanda, Filipinas, Reino Unido e Estados Unidos.

Eles colocaram 1 milhão de bíblias em uma balsa, embaladas em 232 pacotes à prova d’água, que foram transportados secretamente por um rebocador durante à noite. “Sua tripulação de 20 homens atravessaram um labirinto de navios da Marinha chinesa ancorados na escuridão perto da cidade portuária de Shantou, no sul da China”, lembra a Portas Abertas.

Finalmente, o pequeno grupo de 20 cristãos voluntários que arriscaram suas vidas por amor a Cristo e ao próximo, conseguiram entregar às bíblias aos cristãos chineses que aguardavam ansiosamente pelo carregamento secreto.

Desde então a Portas Abertas realiza o mesmo projeto anualmente, levando aos chineses a esperança da Salvação através de Cristo.


Fonte: https://noticias.gospelmais.com.br/portas-abertas-comemora-biblias-china-115952.html

Categoria:Mundo Cristão